A advogada Clara Lis Coelho, da Advocacia Garcez, participa em Toledo, na Espanha, do Curso de Especialistas Latino-americanos em Direito do Trabalho e Relações Trabalhistas.  Com o tema “Constitucionalismo Democrático Contra a Desigualdade Crescente – O Papel do Direito Social no Século XXI?”, o evento é destinado a advogados, economistas, sociólogos, psicólogos, especialistas nas relações de trabalho tanto do setor acadêmico quanto da administração pública e organizações sindicais ou empresariais.

Fundado a mais de 30 anos pelo advogado e especialista em direito internacional do trabalho, Pedro Guglielmetti, o curso este ano ocorre na Faculdade de Direito e Ciências Sociais da Universidade de Castilla-La Mancha, localizado na cidade de Toledo. Trata-se do antigo convento de San Pedro Mártir, uma joia arquitetônica construída em meados do século XVII. O curso teve início no último dia 10 de setembro e termina nesta sexta-feira (21).

A advogada Clara Coelho recebendo o certificado de participação no Curso

Clara Coelho ressaltou a importância da iniciativa e lembra que vários países da América Latina, assim como o Brasil, enfrentam perturbações à ordem democrática. “O curso tem uma importância estratégica para a integração da América Latina. É importantíssimo para a construção de forças para o fortalecimento da democracia no bloco”, disse a advogada.

Sobre o Curso – Ao longo dos anos, o curso ganhou notoriedade internacional e se consolidou como um evento acadêmico de grande importância. Tendo em vista a experiências positivas de anos anteriores, a edição de 2018 teve duração de duas semana. Além da coordenação do seu fundador, Pedro Guglielmetti, que também integra a Organização Internacional do Trabalho, o curso conta ainda com a participação de Joaquin Aparicio e Laura Mora, personalidades relevantes no mundo acadêmico.

“Em seus trinta anos de história, o Curso de Especialistas Latino-americanos em Direito do Trabalho e Relações Trabalhistas gerou uma ampla e ativa rede de ex-participantes espalhados por toda a América Latina. Vale ressaltar que a edição deste ano continua e aprofunda a colaboração entre as Universidades de Bolonha, Ferrara, Veneza, Verona e Castilla-La Mancha, além da Universidade Complutense de Madrid”, ressalta Guglielmetti.

Assim como em edições anteriores, dentre os debates e estudos que ocorrem no evento, especial atenção para os efeitos da crise de 2008 sobre as relações trabalhistas e, de modo mais geral, sobre o Estado de Direito Social e Democrático corporificado nos países europeus pós segunda guerra mundial.

Confira aqui a programação completa do curso: https://baylos.blogspot.com/2018/09/el-constitucionalismo-democratico.html

Advocacia Garcez